Censanet

notícias

notícias da região
tecnologia

sexta, 16 de novembro de 2018

Dia D: Mais de 4,5 mil crianças vacinadas contra polio e sarampo no município

Publicado em: 19/08/2018 14:26

Capa Noticia

Mais de 4,5 mil crianças foram vacinadas no município no último sábado (18) durante o Dia D de vacinação contra o sarampo e a poliomielite. A Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) disponibilizou para atendimento à população, 42 salas de vacinação e outros 14 postos volantes. Uma equipe também foi disponibilizada para imunização no Boulevard Shopping que funcionou até 20h. No total, foram 56 polos de imunização em vários pontos do município.

- Foi um número bastante satisfatório mediante a um dia chuvoso. Contra a polio foram  imunizadas 4558 crianças e contra o sarampo, 4560 crianças, em um total de mais de 9 mil doses aplicadas. Alcançamos uma meta de imunização no município de 36%, mas a campanha continua até o dia 31 e quem ainda não levou seu filho para vacinar deve procurar por uma das nossas salas de vacinação o mais rápido possível, não esquecendo do cartão de vacina - ressaltou a Diretora da Vigilância, Andreya Moreira.

A campanha foi aberta no último dia 7 e o público-alvo são crianças de um até 4 anos 11 meses e 29 dias de idade. A expectativa da Secretaria Municipal de Saúde é imunizar 26.944 mil crianças no município.

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito, que acomete, em geral, os membros inferiores. A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, por via oral, por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou por meio de gotículas de espirros ou da fala. O último caso foi registrado no Brasil em 1989.

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, extremamente contagiosa, podendo evoluir para complicações e óbito. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por secreções respiratórias, no período de quatro a seis dias antes do aparecimento das manchas vermelhas no corpo até quatro dias depois. Em 2015, 211 casos da doença foram registrados no Ceará, onde houve surto. Atualmente existe surto da doença em Roraima e no Amazonas.

Fonte: Comunicação PMCG